Centro de Produções Técnicas

Artigos

Se o cliente tem urgência, siga as dicas

O grande desafio das empresas é encontrar um meio de atender à urgência dos clientes

Se o cliente tem urgência, siga as dicas


O mundo em que vivemos tornou-se virtual. A tecnologia avança a cada ano e os consumidores acompanham, com rapidez, as mudanças. Hoje a maior parte das transações comerciais é realizada na internet e o canal de ligação entre a empresa e o usuário é o dispositivo móvel. Por meio dele, as interações são mais dinâmicas e intuitivas, o que faz com que o cliente tenha urgência no atendimento de suas necessidades. Mas como chegar a esse patamar, em um mundo onde as mudanças no mercado ocorrem a todo instante? Com os agentes virtuais.

Leia mais...

Imposto de Renda - dedução de gastos com empregados domésticos

Uma das dúvidas mais comuns é em relação à dedução de gastos com empregados domésticos

Imposto de Renda - dedução de gastos com empregada doméstica
Muitos contribuintes começaram a declarar o Imposto de Renda desde o início de março. Ainda que seja uma prática realizada todos os anos, no momento de preencher o formulário, surgem algumas dúvidas. Afinal são muitos os detalhes a serem informados e tudo deve estar em perfeita ordem, sem erros nem lacunas.

Leia mais...

Como fidelizar o consumidor no e-commerce

Para fidelizar o consumidor no e-commerce, é preciso oferecer a ele produtos e serviços de qualidade, que satisfaçam suas necessidades e o surpreendam

Como fidelizar o consumidor no e-commerce
“O tempo todo nós criamos expectativas sobre o que nos oferecem e o que nós recebemos. Quando há uma equalização sobre aquilo que o cliente quer e o que recebe, ele fica satisfeito. Mas quando há uma superação das suas expectativas, ele fica encantado. E uma pessoa encantada cria laços com as empresas e se torna um cliente fiel”, afirma Hélvio Tadeu Cury Prazeres, professor do Curso a Distância CPT Fidelização de Clientes, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online.

Leia mais...

Empresário – prepare-se para a Páscoa

No preparo para a Páscoa, o empresário deve explorar a fundo o potencial da época para obter êxito na comercialização dos produtos e oferta de serviços

Empresário – prepare-se para a Páscoa
É possível lucrar com a sazonalidade do mercado, como em períodos como a Páscoa. Mas isso requer do empresário preparo e planejamento. Além disso, para ganhar força competitiva no mercado e vencer como empreendedor, é preciso administrar bem os negócios, assim como realizar uma efetiva divulgação da marca. Um bom controle das finanças também promove a consolidação da empresa, assim como a criatividade e a inovação do empreendedor. Mas como se preparar para as festividades pascais e alcançar um bom faturamento?

Leia mais...

Como usar a introversão a seu favor

Se o empreendedor for esperto e aprender os benefícios da introversão, pode ter grandes chances de obter êxito nos negócios

Como usar a introversão a seu favor

Ao contrário do que muitos imaginam, empreendedores introvertidos alcançam o sucesso e são bem-sucedidos. Bill Gates é um bom exemplo disso. Segundo o fundador da Microsoft, se o empreendedor for esperto e aprender os benefícios da introversão, pode ter grandes chances de obter êxito nos negócios. Mas é preciso se concentrar nos objetivos, ter muita disposição para o trabalho, estudar a fundo sobre a área pretendida e ter força para enfrentar os desafios.

Leia mais...

Você sabe o que é escalabilidade em um negócio?

Tanto as pequenas empresas como as de porte maior devem buscar um bom nível de escalabilidade dos negócios

Você sabe o que é escalabilidade em um negócio


Adotada por várias empresas no Brasil e no mundo, a escalabilidade avalia o potencial de crescimento de um negócio. Em outras palavras, ela possibilita ao empreendedor a visualização ampla dos negócios – se eles estão indo de vento em popa ou se estão prestes a naufragar. Atualmente, muitos investidores-anjos utilizam essa ferramenta quando o objetivo principal é expandir novas empresas.

Leia mais...

Estratégias de vendas up-selling e cross-selling

Up-selling e cross-selling são estratégias utilizadas por muitas empresas para aumentar as vendas

Estratégias de vendas up-selling e cross-selling
No mundo empresarial, as expressões up-selling e cross-selling são bastante conhecidas. Ambas são estratégias utilizadas por gestores, empresários e colaboradores para aumentar as vendas da empresa. No caso do up-selling, produtos ou serviços são oferecidos aos clientes com vantagens e diferenciais e, por isso, são classificados como premium. Já no cross-selling, os produtos são oferecidos de forma complementar aos clientes que já compraram ou estão comprando.  

Leia mais...

Como abrir um negócio e continuar no emprego

Ao escolher a jornada dupla, o empreendedor-empregado deve ter jogo de cintura para não prejudicar uma ou outra atividade

Como abrir um negócio e continuar no emprego A maioria das pessoas sonham em empreender, mas sentem-se inseguras para deixar o emprego. Mas muitos não sabem que é possível abrir um negócio e continuar no emprego. Basta conciliar ambas as atividades e ter disposição de sobra para o trabalho. Por outro lado, ao escolher a jornada dupla, o empreendedor deve ter jogo de cintura para não prejudicar uma ou outra atividade. A escolha deve ser bem analisada para que as chances de sucesso sejam potencializadas.

Ao optar pelas duas empreitadas, o empreendedor-empregado garante sua renda mensal, ao mesmo tempo que caminha em busca de um negócio próprio. Se algo acontecer e o negócio não prosperar, a pessoa terá a segurança do emprego e o salário para cumprir com suas obrigações e suprir suas necessidades.

Entretanto, nem todo negócio pode ser gerenciado em período não integral. Muitos empreendimentos exigem dedicação exclusiva para que sejam bem-sucedidos. Portanto, é preciso que o empreendedor-empregado escolha muito bem a modalidade de negócio que permita uma gestão mais flexível e em tempo parcial.

Priorize ambas as atividades

O empreendedor-empregado deve priorizar tanto o emprego como o próprio negócio. Caso contrário, ambos podem ser prejudicados e os efeitos poderão ser devastadores. Portanto, é necessário comprometimento, dedicação e resiliência para enfrentar o duplo desafio de forma inteligente e centrada. Uma boa dica é listar todas as atividades e obrigações da semana. Ao fazer isso, será mais fácil organizar sua rotina como empregado e como empresário sem colocar um ou outro em risco.

Ofereça um bom diferencial

Outro fator de extrema importância é o tipo de negócio idealizado. Ele deve ser inovador e apresentar um bom diferencial para ganhar da concorrência. Com algo criativo e de valor para os consumidores, certamente o novo negócio terá maior probabilidade de conquistar e fidelizar os clientes, além de ganhar maior competitividade no mercado. Em contrapartida, se o modelo de negócio não oferecer bom preço nem inovação, os consumidores não serão envolvidos pela marca da empresa.

Esteja preparado para os negócios

Estar preparado para o novo negócio é outro passo imprescindível para obter êxito. Sendo assim, antes de abrir a empresa, é de fundamental importância reunir os mais diversos conhecimentos em administração de pequena empresa, administração de pessoas, administração financeira, administração dos processos da empresa. É claro que os conhecimentos não precisam ser criteriosamente aprofundados. Basta saber como funciona o universo do gerenciamento de negócios. O que envolver maiores conhecimentos poderá ser feito por profissionais especializados – estes poderão ser terceirizados. Lembre-se de que não haverá tempo integral para resolver tudo, afinal, você também terá de se dedicar ao emprego.

Escolha o momento certo de deixar o emprego

Assim que seu empreendimento deslanchar, esteja pronto para deixar o emprego. Entretanto, a decisão deve ser bem planejada para que o processo de transição seja tranquilo. Na verdade, é recomendado que o empreendedor-empregado abandone o emprego quando os negócios já passaram a alcançar um bom faturamento mensal, que consigam manter a empresa funcionando a pleno vapor e que sejam única fonte de renda para o empresário. Com dedicação exclusiva aos negócios, a tendência será crescer e se fortalecer ainda mais no mercado.

Fonte: Revista PEGN.

Empresa inativa – não corra riscos desnecessários

Uma empresa é considerada inativa quando não mais realiza atividade operacional, não operacional, financeira ou patrimonial

Empresa inativa – não corra riscos desnecessários
O Brasil conta com um número bastante significativo de empresas inativas - principalmente pela morosidade burocrática. Mas os riscos são inúmeros ao deixar um negócio nessa situação. Em especial, quando se trata das obrigações acessórias. Embora a inatividade da empresa desobrigue o empresário à entrega mensal da DCTF, do DACON e da GFIP, ele não está livre da obrigação de entrega da DIPJ-Inativa. Uma empresa é considerada inativa quando não mais realiza atividade operacional, não operacional, financeira ou patrimonial.

Leia mais...

Dicas imperdíveis para alavancar os negócios

Resiliência, determinação e ação são ferramentas imprescindíveis para alavancar os negócios nos dias de hoje

Dicas imperdíveis para alavancar os negócios

Resiliência, determinação e ação são ferramentas imprescindíveis para alavancar os negócios nos dias de hoje. É importante lembrar que a crise econômica tem tornado bem mais difícil conduzir a empresa para um futuro brilhante e promissor. Embora a jornada seja árdua, muitos empresários obtêm êxito, pois sabem lidar com as contínuas intempéries do mercado.  Outros alcançam o sucesso, porque aprenderam com os erros e se tornaram, cada vez mais, inovadores e criativos. Portanto, é possível superar o mais laborioso obstáculo e vencer.

Leia mais...