Centro de Produções Técnicas
Voltar

Se o cliente tem urgência, siga as dicas

O grande desafio das empresas é encontrar um meio de atender à urgência dos clientes

Se o cliente tem urgência, siga as dicas


O mundo em que vivemos tornou-se virtual. A tecnologia avança a cada ano e os consumidores acompanham, com rapidez, as mudanças. Hoje a maior parte das transações comerciais é realizada na internet e o canal de ligação entre a empresa e o usuário é o dispositivo móvel. Por meio dele, as interações são mais dinâmicas e intuitivas, o que faz com que o cliente tenha urgência no atendimento de suas necessidades. Mas como chegar a esse patamar, em um mundo onde as mudanças no mercado ocorrem a todo instante? Com os agentes virtuais.

Atualmente, quando o consumidor não é atendido com rapidez, eficiência e presteza, ele não concretiza a compra e procura outra empresa que atenda aos seus desejos. É fundamental que as empresas considerem esse fator determinante para fidelizar os clientes. Ao superar as expectativas do consumidor, a empresa cria laços com ele. “Hoje, está mais do que provado que a fidelização do cliente aumenta, consideravelmente, os lucros de um negócio”, afirma Hélvio Tadeu Cury Prazeres, professor do Curso a Distância CPT Fidelização de Clientes, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online.

Por tais motivos, muitas empresas têm transferido o atendimento aos canais digitais. Mas essa tática ainda não tem apresentado resultados qualitativos e quantitativos. É importante entender que os clientes desejam soluções imediatas e efetivas em tempo real. Mas muitos ficam à espera além do tempo devido, o que causa frustração e insatisfação. O grande desafio das empresas é encontrar um meio de resolver essa urgência dos clientes.

Felizmente os assistentes virtuais estão em voga no momento. Por meio deles, tudo pode ser resolvido, desde o suporte aos usuários, até o auxílio em transações. Trata-se de um mecanismo que utiliza a inteligência artificial, o machine learning e a técnica de aprendizagem supervisionada para estabelecer um diálogo natural, contínuo e crescente entre as empresas e os clientes.

Segundo a empresa de consultoria e investigação de tecnologias Gartner Research, em 2015, 50% das atividades de busca dos usuários nos canais digitais foram conduzidas por agentes virtuais. As projeções são para que, em 2020, esse índice aumente para 85%. Portanto, é preciso que as empresas se adaptem a essas mudanças o quanto antes. Só assim será possível atender à necessidade de urgência do cliente moderno.

Por Andréa Oliveira.

Fonte: Administradores.

Salvar

Salvar

Deixe seu comentário