Centro de Produções Técnicas
Voltar

Enem 2017 - conheça as principais mudanças

As mudanças no Enem 2017 foram aprovadas após consulta pública a mais de 600 mil pessoas

Enem 2017 - conheça as principais mudanças
Com edital divulgado no dia 10 de abril, o Enem 2017 terá inscrições abertas nos dias 8 e 19 de maio. Portanto, é bom ficar atento e não perder essas datas. Da mesma forma, é de fundamental importância ter conhecimento das principais mudanças do exame esse ano. Até o ano passado, as provas eram aplicadas em um único fim de semana, no sábado e no domingo. Em 2017, o exame será realizado em dois domingos seguintes, nos dias 5 e 12 de novembro.

As mudanças no Enem 2017 foram aprovadas após consulta pública a mais de 600 mil pessoas. Esta foi realizada entre os dias 18 de janeiro e 17 de fevereiro. De acordo com os resultados da pesquisa, 42,3% dos entrevistados optaram pela aplicação do Enem em dois domingos consecutivos, contra 34,1%, que escolheram a realização das provas em um único fim de semana.

Mas quais foram as outras mudanças?

As notas e o desempenho do exame não serão mais divulgados

Agora tanto as notas como o desempenho do exame por escola não serão mais divulgados. Afinal o Enem não foi criado para avaliar a escola, mas sim para ser um indicador de qualidade da instituição de ensino.

Os quatro modelos de cadernos de provas serão personalizados

Os cadernos de provas serão personalizados e apresentarão a identificação do nome do candidato e o seu número de inscrição. Além disso, os cartões de resposta virão anexados às provas. O Enem continuará com os quatro modelos de provas coloridos.

A redação será aplicada no primeiro dia do Enem

A redação ocorrerá no primeiro dia de realização do Enem, junto à prova de linguagem, código e suas tecnologias e à prova de ciências humanas e suas tecnologias. O tempo máximo do exame será de 5 horas e 30 minutos. No domingo consecutivo, serão aplicadas a prova de matemática e a prova de ciências da natureza e suas tecnologias – tempo máximo de 4 horas e 30 minutos.

O Enem não mais valerá como certificado do ensino médio

O Enem não mais valerá como certificado do ensino médio. Apenas o Encceja -Exame Nacional de Certificação de Jovens e Adultos, realizado pelos estados e municípios, será responsável por essa validação.

Para receber a isenção da taxa de inscrição, os candidatos deverão se cadastrar no CadÚnico

Os alunos que solicitarem a isenção da taxa de inscrição deverão se cadastrar no CadÚnico. Trata-se de um banco de dados do Governo Federal para análise e conferência da autenticidade das informações. Antes, bastava o preenchimento da autodeclaração de baixa renda do candidato.

Quem for isento da taxa de inscrição e faltar no Exame deverá apresentar justificativa

Os alunos isentos da taxa de inscrição, que faltarem ao exame, deverão apresentar justificativa plausível. Caso contrário, poderão perder o direito à gratuidade. Certamente, essa mudança diminuirá o índice de ausência no Enem.

O pedido de tempo adicional deverá ser feito no ato da inscrição

Somente quem tiver problemas de saúde poderá fazer o pedido de tempo adicional no ato da inscrição. Até o Enem 2016, era permitida a solicitação no dia da prova. A alteração veio pela necessidade de uma melhor apuração do documento que comprova a doença.

Fonte: Educação UOL.

Confira os Cursos CPT a Distância da Área Metodologia de Ensino.

Deixe seu comentário