Centro de Produções Técnicas
Voltar

Projeto Capital Empreendedor aproxima investidores e empresas

Projeto Capital Empreendedor ajuda pequenas empresas na captação de bons investidores

Projeto Capital Empreendedor aproxima investidores e empresas

Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae, em parceria com o Mdic - Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, aproximadamente 30% das startups analisadas fecharam suas portas nos últimos três anos. Foram mais de mil empresas entrevistadas – dentre elas, 31% (tecnologia da informação e da comunicação), 21% (desenvolvimento de softwares) e 18 (serviços). Cerca de 40% das empresas concordaram que a dificuldade para buscar investidores foi o principal motivo para o fechamento.

De acordo com Vinicius Lages, diretor de administração e finanças do Sebrae, o acesso a investimentos é algo bastante complexo para micro e pequenas empresas. É indispensável comprometimento, sabedoria e dedicação por parte dos empresários. E isso requer preparo, para que os empreendedores saibam encontrar investidores e modelos de capitalização ideais para o seu negócio.

Da mesma forma, é essencial apresentar habilidades em negociação, para fechar as melhores parcerias. “Mesmo porque negociar é uma arte. Requer sensibilidade, criatividade, assertividade, capacidade de análise e compreensão das relações, por meio de acesso a conceito e técnicas”, afirmam Nelson Fernandes Maciel e Raquel Carneiro da Silva, professores do Curso a Distância CPT de Negociação - Técnicas e Estratégias de Sucesso em Livro+DVD e Online.

Para ajudar pequenos e microempreendedores a captarem os melhores investidores, o Sebrae conta com o Projeto Capital Empreendedor. Nesse ano, o projeto abrange os estados de São Paulo, Mato Grosso, Maranhão e Espírito Santo. Em 31 de outubro, será a sua fase final, com participação de aceleradoras, empresas investidas, fundos de investimento e investidores-anjo. Ao todo, serão capacitadas 120 empresas. Dentre os eventos, estão previstos a Semana Capital Empreendedor e o Workshop Empreendedores, direcionados tanto a empresas como a investidores.

No caso de investidores de risco, há aporte de recursos em troca de participação societária de empresas de capital fechado. Este pode acontecer em várias fases do projeto. É importante destacar que o capital empreendedor não é um empréstimo, pois o investidor aporta os recursos na pequena ou microempresa em troca de uma participação societária. Após determinado período, essa participação é vendida com valor superior ao pago pelo investidor.

Em 2017, ocorreram em torno de 800 ações do Projeto Capital Empreendedor, todas com o principal objetivo de aproximar investidores e empresas.

Conheça os Cursos a Distância CPT, constituídos de Livro+DVD, e Cursos Online, da Área Gestão Empresarial.

Fonte: revistapegn.globo.com

Por Andréa Oliveira.

Você vai gostar de ler:
Faça sua startup crescer com a equipe certa
Startups de sucesso sabem formar equipes e administrar competências e qualidades dos bons funcionários     Segundo pesquisas recentes, uma das principais causas para o insucesso das startup...
Pequenas empresas crescem e fazem parcerias no exterior
Com força no mercado, os pequenos e micro empresários investem no mercado internacional, pois os produtos brasileiros têm custos mais baixos no exterior No Brasil, pequenas empresas passaram a p...
Food bike: nova mania conquista o mercado
Baixo investimento, versatilidade e fácil manutenção, a food bike está atraindo os mais diversos tipos de empreendedores e conquistando cada vez mais clientes Com o sucesso do food truck em muita...

Deixe seu comentário