Centro de Produções Técnicas
Voltar

Cultivo do cogumelo shiitake em substratos

Cogumelo Shiitake   ediumOs cogumelos comestíveis são altamente apreciados em culturas orientais e européias e sua importância no mercado cresce a cada dia devido aos avanços tecnológicos. Os sistemas de crescimento e cultivo são resultados desses avanços e, por meio da modernização da produção, a qualidade, a produtividade e os custos da produção vêm sendo aprimorados.

 

Pode-se dizer que o cultivo do cogumelo comestível é um processo biotecnológico e utiliza resíduos da agricultura, pecuária e agroindústria. Alguns exemplos são o esterco – bovino, eqüino, de aves e outros animais domésticos – e também a palha e resíduos do trigo, arroz, milho, algodão, madeira, dentre outros.

São inúmeros os tipos de cogumelos que podem ser cultivados e utilizados na alimentação, como nutracêuticos e em fitoproteção. Em países em desenvolvimento, normalmente com alto índice de desnutrição populacional, o cogumelo, por ser rico em proteínas, vem sendo usado como incremento alimentar.

O crescimento do uso da tecnologia para o cultivo desses fungos é relativamente novo, pois até a década de 80, apenas Agaricus bisporus, mais conhecido como champignon, e algumas espécies do gênero Agaricus e Lentinula edodes, o shiitake, contavam com uma moderna tecnologia de produção.  O que se vê hoje é um quadro diferenciado, uma vez que, em alguns países, já se moderniza a produção de espécies como: Volveriella volvacea, Kuhneromyces mutabiles, Flammulina velutipes, Hypholoma capnoides e Coprinos comatus.
No Brasil, é possível dizer, que o cultivo comercial de fungos comestíveis restringe-se ao Agaricus bisporus e, ainda em pouca quantidade, ao Lentinula edodes – shiitake.

Shiitake é o nome mais conhecido do Lentinula edodes e vem de uma palavra japonesa que significa “fungo da árvore Shii”. Lentinula é um fungo de madeira saprófito que absorve nutrientes que precisa de madeiras mortas, de várias espécies de árvores e em diferentes condições climáticas.

Deixe seu comentário