Curso de como produzir licor e xarope

O licor é uma bebida agradável a quase todos os paladares e é conhecido em todo o mundo. Alguns licores são conhecidos desde a antiguidade, quando

O licor é uma bebida agradável a quase todos os paladares e é conhecido em todo o mundo. Alguns licores são conhecidos desde a antiguidade, quando eram fabricados pelos frades e monges, grandes conhecedores de ervas e destilaria. No Brasil, a prática de fabricar licores existe desde o século XIX e, no início os sabores eram limitados, como jenipapo, rosas e amêndoas.

Os licores podem ser preparados artesanalmente ou em escala industrial por meio de processos sofisticados, mas o processo básico continua sendo os mesmos utilizados no passado por nossas bisavós.

A composição do licor leva açúcar, xarope, álcool e frutas, plantas ou ervas que irão dar o sabor a cada bebida. Uma curiosidade. O licor é definido de maneiras diferentes dependendo do país. Na França, ele é apenas um digestivo. Nos Estados Unidos o termo é usado para um drinque específico feito a base de um destilado ao qual foi adicionado raízes, cascas, flores ou sementes. Para os ingleses, a definição é a mesma usada pelos norte-americanos, porém eles ainda fazem alguma confusão ao chamar licores de ‘cordiales’, xarope com baixo ou nenhum teor alcoólico.

Os licores artesanais ou caseiros são fáceis de serem preparados, constituem uma alternativa para aproveitar e agregar valor aos produtos da sua região. Seu segredo está na perfeita combinação entre o principio aromático, o álcool e o açúcar, que resultará em um produto harmônico em cor, sabor e aroma.

 


O licor

O termo licor vem do latim liquifacere, que significa liquifazer, dissolver, e é utilizada para designar essa bebida alcoólica açucarada com diversas essências. Mas pode também ter um significado mais amplo remetendo a qualquer bebida alcoólica.

Os licores são muito apreciados após as refeições devido aos óleos essenciais que possuem sua composição. Esses óleos o tornam uma bebida digestiva. Os licores de mesa apresentam os seguintes componentes.

  • Álcool: sua matéria-prima principal e interfere diretamente em sua qualidade. O tipo mais recomendado é o álcool de cereais por ser refinado e sem odor, o que permite sobressair o aroma e o sabor da fruta.
  • Água: a água deve ser potável e geralmente é usada na preparação da calda de açúcar ou xarope.
  • Açúcar: o açúcar refinado é o mais indicado para a fabricação dos licores, pois o cristal pode escurecer o produto.
  • Princípio aromático: o princípio aromático engloba o gosto e o aroma do licor, sendo, geralmente, a substancia aromática o óleo essencial presente na fruta ou em outras partes da planta.

 

A fabricação dos licores segue algumas etapas comuns a todos eles. Acompanhe essas etapas no fluxograma abaixo:

Recepção e pesagem das frutas
|
seleção
|
lavagem e sanificação
|
preparo das frutas
|
preparo da infusão à filtração
|
preparo da calda de açúcar
|
adição da calda à envelhecimento
|
filtração
|
engarrafamento
|
rotulagem
|
armazenagem

 


Os xaropes

Os xaropes são, basicamente, a mistura do suco de frutas com a calda de açúcar. Para que ele tenha validade e sua comercialização seja permitida é preciso que sua composição tenha uma concentração de açúcar em torno de 70%.

A vida de prateleira do xarope produzido e armazenado em condições adequadas é de, no mínimo, seis meses. Como controlar a validade do xarope? Separe uma amostra de cada lote e armazene em condições adequadas. Mantenha essas amostras em observação até começarem as alterações. Por uma média, você poderá determinar a vida de prateleira do seu produto.

Embalagens

Licores e xaropes devem ser acondicionados em recipientes de vidros, normalmente, com ½ litro. Os licores devem ser vedados com rolhas de cortiça ou tampas plásticas. Para os xaropes podem ser usadas tampas metálicas. Nunca reutilize os vidros e as tampas.

Os recipientes devem ser muito bem lavados com sabão neutro e água corrente. Para o envase de xarope, os vidros devem ser fervidos em água e conservados na água quente até o momento de utilização dos mesmos. As tampas metálicas, depois de bem lavadas, devem ser fervidas por dez minutos e também conservadas na água quente até o momento de uso.

No caso do licor, não é preciso ferver os vidros. Lave-os bem com água e sabão neutro, em água corrente, e os deixe em solução de cloro por 30 minutos. Depois enxágüe bem as garrafas em água tratada para retirar o excesso de cloro. Na hora do envase, passe o álcool de cereais dentro da garrafa para finalizar a higienização.

Rolhas e tampas plásticas também devem ter tratamento. As rolhas devem ser lavadas com sabão neutro, banhadas em água quente e colocadas para secas. Atenção! Na hora do envase também devem ser imersas no álcool de cereais. Tampas plásticas seguem o mesmo processo.

 


Cálculo de custo de produção

  • Matéria-prima: faça um levantamento das matérias-primas utilizadas na produção. No caso dos licores é preciso também levar em conta o preço do açúcar, do álcool de cereal, frutas e outros produtos utilizados. Para os xaropes, calcule o açúcar e as frutas. Em ambos os casos, o preço dos recipientes também deve ser incluído no cálculo.
  • Outros custos: deverá ser calculado também os gastos com mão-de-obra, combustível, energia, transporte gás e água.
  • Lucro: o lucro pretendido deve ser calculado com base na soma dos valores obtidos nos dois itens anteriores.

Licor de Araticum

Formulação:

  • 1 litro de bagas de araticum sem sementes
  • 1 litro de álcool de cereais
  • 3 kg de açúcar
  • 2 litros de água

Fabricação

  • selecione os frutos maduros e saudáveis.
  • lave-os bem com uma escova e sanifique.
  • remova as cascas, separe as bagas e retire as sementes.
  • coloque as bagas no álcool e deixe em infusão por um período de 30 dias.
  • mexa periodicamente a mistura.
  • filtre a infusão.
  • prepare o xarope usando os 3 kg de açúcar e 2l de água fervendo em fogo moderado por 20 minutos.
  • deixe o xarope esfriar naturalmente e filtre-o.
  • misture o xarope à infusão.
  • envase o licor em garrafões escuros e os armazene em local sem sol por seis meses para envelhecimento.
  • Filtre e engarrafe o licor.
  • Rotule e armazene.

 

 

 

Emprego e Renda 07-03-2012 Cursos

Deixe um Comentário

Comentários

Marcos

28-03-2017

Gostaria de saber se para vender os licores do curso, eu vou precisar abrir uma empresa ou posso usar o MEI o mesmo vender sem registrar nada.

Resposta do Emprego e Renda

29-03-2017

Olá Marcos, Aconselho que formalize como MEI, para que você possa vender para outras empresas, o que possibilitará ganhos maiores. Atenciosamente, Ana Carolina dos Santos

Marina Luacutecia Barbosa

20-07-2016

Onde são as aulas presenciais? O curso é apenas através de livros?

Resposta do Emprego e Renda

21-07-2016

Olá Maria Lúcia Barbosa, O curso pode ser feito em dois formatos: em livro+DVD ou online, para mais informações nossas consultoras entrarão em contato. Atenciosamente, Ana Carolina dos Santos