Marceneiro que é marceneiro conhece os conceitos de estilo e design

Boa parte dos profissionais da marcenaria não conhece bem o conceito de Estilo, e o conhecimento sobre o conceito de “Design” é praticamente nenhum. São dois conceitos...

Marceneiro que é marceneiro conhece os conceitos de estilo e design   Artigos Cursos CPT


Estilo e Design são dois conceitos aparentemente muito teóricos, mas que, na verdade, são determinantes para que o profissional possa se situar no mercado

Boa parte dos profissionais da marcenaria não conhece bem o conceito de Estilo, e o conhecimento sobre o conceito de “Design” é praticamente nenhum. São dois conceitos que, aparentemente, são muito teóricos, mas que, na verdade, são determinantes para que o profissional possa se situar no mercado. Isso acontece porque o mercado de móveis vive constante evolução, e tem uma característica muito importante: a qualidade do design determina um valor relativo ao produto, ou seja, não é apenas o tipo de matéria-prima, a precisão dos processos de fabricação e o tipo de acabamento que agregam valor numa peça de mobília. A aparência do móvel tem enorme influência no seu valor de comercialização.

A palavra “Design” é originada da língua inglesa e significa planejar ou projetar. Para a marcenaria, arquitetura, engenharia e outros campos do conhecimento, “design” é definido como um esforço criativo, através do qual se projetam todos os tipos de coisas, como utensílios, vestimentas, máquinas, ambientes e, é claro, móveis. Entretanto, por conta da amplitude de aplicação desse conceito, o “design” também pode ser definido como a qualidade do projeto em relação à sua utilidade, forma, estrutura e à sua beleza, afirma Marcel Chiste Bailoni, professor do Curso a Distância CPT Projetos e Fabricação de Móveis, em Livro+DVD e Curso Online.

O profissional que faz o projeto, ou seja, que faz o “design” de alguma coisa, é chamado de “designer”, que nada mais é que um projetista. No ramo de fabricação de móveis, geralmente, o “designer” é um arquiteto especializado em ambientes e mobília. Este profissional recebe treinamento na sua formação, no que diz respeito à utilidade, forma, estrutura e à beleza dos móveis, havendo, inclusive, cursos de pós-graduação que tornam um arquiteto um especialista em “design” de móveis.

O Designer tem como objetivo aliar alta qualidade, conforto, durabilidade, praticidade, beleza e exclusividade que define e difere o móvel feito sob encomenda daquele produzido em escala industrial (consumo de massa). O conhecimento desses conceitos é fundamental para qualquer marceneiro, afinal, na marcenaria, agrega-se muito valor ao produto fabricado, quando se tem um “design” de qualidade. Por isso, o marceneiro acaba tendo no “designer” um parceiro de trabalho ou, ainda, um cliente, ou alguém que pode lhe trazer clientes.

Estilo é outro importante conceito utilizado na fabricação de móveis. Diz respeito a determinadas características que distinguem os móveis e os agrupa, conforme a época ou cultura local ou temporal, de quando foram fabricados. Essa distinção e unificação se dão em grande parte pela estética, ou seja, por sua aparência. Como exemplos, destacam-se o estilo colonial e o estilo moderno.

- Estilo colonial: de forma genérica, identifica os móveis com aparência mais antiga. Em geral, apresentam entalhes, peças torneadas, com muitos detalhes. É o caso dos móveis do tempo do Império ou que predominaram até o início do século XX, no Brasil.

- Estilo moderno: vem desde o início do século XX, originário, principalmente, da Europa, em que se demonstra a funcionalidade e a simplicidade, aceitando a decoração que não as prejudique. Apresenta linhas mais retas, evitando o rebuscado dos entalhes e torneados, com predominância de formas geométricas.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Marcenaria.
Por Silvana Teixeira.

 

Silvania Teixeira 27-06-2017 Formação Profissional

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.