Centro de Produções Técnicas
Voltar

Jardins verticais: estruturação com suportes e treliças

Jardins verticais: estruturação com suportes e treliças   Artigos Cursos CPT

Os jardins verticais constituem uma ideia criativa, porém elaborada a partir de um conceito de muita simplicidade em seu objetivo, que é permitir o aproveitamento das paredes

Os jardins verticais constituem uma ideia criativa, porém elaborada a partir de um conceito de muita simplicidade em seu objetivo, que é permitir o aproveitamento das paredes como um suporte para os substratos onde serão cultivadas plantas variadas, como floríferas, arbustos, hortaliças e demais plantas.

“Para a estruturação dos jardins verticais, a vegetação é colocada sobre um suporte que pode ser instalado tanto na própria parede, como se fosse um quadro, como também guardando uma pequena distância da parede, formando, com isso, um colchão de ar”, afirma Eduardo Elias Silva dos Santos, professor do Curso a Distância CPT Jardins Verticais - Implantação e Manutenção, em Livro+DVD e Curso Online. Nesse caso, com o objetivo de reduzir a incidência de luz solar que é interceptada pelas plantas, proporcionando conforto térmico para o ambiente.

Um tipo de suporte muito usado nesses casos são as treliças. Elas podem ser construídas em madeira, ferro, alumínio, plástico, bambu, entre outros. Para sua fixação, diretamente nas paredes, podem ser usadas buchas com parafusos. Porém, se a ideia é manter o suporte ou a treliça afastados da parede, melhorando a circulação de ar e evitando manchar a superfície e danificar a pintura, as treliças e os suportes podem ser dependurados em vigas ou no teto, dependendo do peso, utilizando-se, para isso, um cabo de aço esticado. Também, podem ser fixadas estruturas metálicas nas paredes, sobre as quais é instalado algum tipo de material impermeabilizante, que receberá o suporte ou a treliça onde estão as plantas. Com isso, a parede ficará impermeabilizada, evitando-se infiltrações.

A impermeabilização das paredes, assim como a montagem dos painéis, guardando certa distância das paredes, faz-se necessária quando se usam sistemas de irrigação como os micro sprays. Esses tipos de irrigadores distribuem a água sobre as folhas e o substrato, atingindo, muitas vezes, o suporte ou a treliça e, consequentemente, a parede. Garantindo que a umidade não chegue à parede, você terá uma fachada viva que, apesar da irrigação, não se desgasta, nem apresenta bolhas, rachaduras, formação de limo ou surgimento de fungos.

Vale destacar, ainda, a possibilidade de utilizar essas estruturas dependuradas no teto, mesmo longe de paredes, como divisórias ou como um forte elemento decorativo, na forma de um jardim vertical suspenso, como se flutuasse no ar, compondo esteticamente o ambiente. As treliças podem ser projetadas com formatos muito variados, assim como pode variar muito o material com o qual são construídas. O seu valor estético é muito grande.

Conheça os Cursos a Distância CPT, em Livros+DVDs e Cursos Online, da área Jardinagem e Paisagismo.
Por Silvana Teixeira.

 

Deixe seu comentário