Jovem ganha dinheiro com caixas para colmeias

O jovem paulista percebeu a grande oportunidade de negócio diante de seus olhos: fabricar caixas para colmeias

O jovem paulista percebeu a grande oportunidade de negócio diante de seus olhos: fabricar caixas para colmeias

Jovem ganha dinheiro com caixas para colmeias
“A Meliponicultura, técnica para criação de abelhas nativas do Brasil, apresenta excelentes rendimentos, como principal fonte de renda para pequenos produtores. Afinal, o mel e o pólen armazenados por elas são de excelente qualidade e valor no mercado”, afirma Ana Maria Waldschmidt e Paulo Sérgio Cavalcanti Costa, professores do Curso a Distância CPT Criação de Abelhas Nativas sem Ferrão - Uruçu, Mandaçaia, Jataí e Iraí, em Livro+DVD e Online, da Área Apicultura.

Além de rentável, criar abelhas sem ferrão pode ser um hobby seguro e autossustentável (são inofensivas e de fácil criação) e benéfico ao meio ambiente (as espécies nativas correspondem a 70% da polinização das florestas nativas). Foi o que pensou o paulista Daniel Marostegan. Hoje, ele fatura até R$ 80 mil mensalmente com caixas para colmeias. Tudo começou em 2010 ao ganhar de presente uma das caixinhas do sogro.

Assim surgiu a “Loja das Abelhas” com apenas uma espécie de abelha nativa sem ferrão. Ao saber que muitas estavam em risco de extinção, Daniel resolveu investir em mais espécies. Entretanto, cada espécie exigia uma caixinha própria para criação. Após procurar fabricantes para essas caixas, até mesmo marceneiros, não encontrou quem aceitasse a empreitada. Por tais motivos, o jovem decidiu fabricar (ele mesmo) as caixas para as abelhas.

Após conversar com outros criadores de abelhas nativas sem ferrão, notou que a dificuldade que tinha sentido na procura por esses produtos era a mesma dos demais. Logo percebeu a grande oportunidade de negócio diante de seus olhos. O Mercado Livre (famoso site de vendas online) foi um dos canais de comercialização de suas estruturas, e assim permanece até o momento. Em pouco tempo, os pedidos aumentaram, o que permitiu a ele expandir os negócios.

Para a profissionalização da empresa, Marostegan participou de cursos de capacitação em marcenaria, além do curso técnico em meio ambiente. No momento, ele vende mensalmente cerca de 700 caixas para colmeias, faz adaptações de caixas de plástico em tonéis de compostagem e comercializa móveis de casa e jardim. O foco da sua empresa é a sustentabilidade e o respeito ao meio ambiente.

Os valores das caixinhas para criação de abelhas variam entre R$ 20 e R$ 200. Conforme a espécie, o número de abelhas, por caixa, oscila entre 500 e 5 mil. Assaí, Uruçu e Jataí são as espécies de abelhas nativas sem ferrão mais procuradas pelos clientes. Marostegan e a esposa se encarregam da logística e das vendas, ao mesmo tempo em que cinco funcionários são responsáveis pela fabricação das caixas.

Com o aumento da produção, a meta do empresário paulista é atender os apicultores profissionais. Ultimamente, a “Loja das Abelhas” passou a fabricar caixas para criação de abelhas Europa (com ferrão), produtoras de grande volume de mel.

Fonte: Revista PEGN.

Por Andréa Oliveira.

Confira o artigo "Planejamento e Implantação de Apiário" e aprimore ainda mais o seu conhecimento.

Andréa Oliveira 17-01-2018 Notícias

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.