Quer aprender a criar florais de forma simples e fácil?

Dominando o preparo de essências florais com o Curso CPT de Olinto José de Oliveira Neto

 


"O Curso CPT Florais – Preparo e Utilização," explicado pelo professor Olinto José de Oliveira Neto, ensina de maneira fácil e acessível como fazer e usar florais para promover equilíbrio e bem-estar. Se você quer aprender a criar essências florais de forma prática e segura, este curso é perfeito para você.


Preparo da essência-mãe.

Após extrair as propriedades curativas das flores através da energia solar ou fervura, procede-se à preparação da essência-mãe. A água com as flores é filtrada usando um funil de vidro com filtro de papel ou algodão e transferida para um frasco âmbar ou fosco.


Para criar a essência-mãe, misture 50% do extrato da flor com 50% de conhaque e agite vigorosamente para homogeneizar. O conhaque atua como conservante, garantindo a durabilidade da essência. É recomendável usar conhaque com teor alcoólico abaixo de 45° para evitar a floculação da fórmula floral. Etiquete o frasco com o nome do floral e a data de preparo, pois pequenas quantidades desta essência serão usadas para preparar muitos frascos de florais.


Preparo da solução-estoque e diluição para o paciente.

A partir da essência-mãe, prepara-se a solução-estoque, geralmente encontrada em lojas especializadas em essências florais. Em um frasco âmbar de 30 mL com conta-gotas, combine 50% de água de nascente ou mineral com 50% de conhaque (ou vinagre de frutas, para quem não pode consumir álcool). Adicione duas gotas da essência-mãe e agite para finalizar a solução-estoque, usada para diluir a dosagem que o paciente tomará.


Para a diluição final do paciente, prepare outro frasco de 30 mL com conta-gotas, adicionando uma mistura de 70% a 80% de água e 20% a 30% de conhaque ou vinagre. A proporção exata para um litro é de 700 a 800 mL de água pura de nascente e 200 a 300 mL de conhaque. Mantenha a proporção ao preparar no frasco, com 21 a 24 mL de água e 6 a 9 mL de conhaque, adicionando de duas a quatro gotas da solução-estoque.


A validade da diluição para o paciente varia dependendo do armazenamento e cuidados no manuseio, geralmente entre um a dois meses. Verifique regularmente contra a luz por filamentos ou partículas sólidas, descartando se estiver contaminado. Para aqueles intolerantes ao álcool, considere usar vinagre de cereais ou de frutas em vez de conhaque. Em casos específicos de intolerância severa ao álcool, o preparado floral pode ser feito apenas com água, mantido na geladeira e manipulado com cuidado para evitar contaminação.


Seguindo esses cuidados detalhados no preparo das essências florais, você garantirá a qualidade e a eficácia dos florais que preparar. Lembre-se sempre de etiquetar e armazenar corretamente cada fase do processo, desde a essência-mãe até a diluição final para o paciente. Com isso, você poderá oferecer tratamentos florais seguros e personalizados, adaptados às necessidades individuais de cada pessoa que buscar por essa terapia natural.


Quer aprender a criar florais de forma simples e fácil?


A capacitação é fundamental para dominar todas as técnicas e segredos da preparação de florais. "O Curso CPT Florais – Preparo e Utilização," oferece uma excelente oportunidade de aprendizado nessa área. Não deixe passar essa chance, invista em conhecimento e conquiste reconhecimento no mercado, desenvolvendo um negócio promissor e rentável!

Conheça os Cursos da Área Plantas Medicinais.

Por: Thiago de Faria
 

Thiago de Faria Ribeiro 09-07-2024 Cursos

Deixe um Comentário

Comentários

Não há comentários para esta matéria.