Centro de Produções Técnicas
Voltar

Vai declarar o Imposto de Renda? Veja como

Se você vai declarar o Imposto de Renda, saiba que algumas regras mudaram esse ano

Vai declarar o Imposto de Renda? Veja como
Conforme determinado pela Receita Federal, a entrega da declaração do IRPF (Imposto de Renda da Pessoa Física) foi programada para 2 de março - portanto, já começou. É muito importante não deixar para depois para evitar corre-corre na reta final, o que pode aumentar as chances de erros no preenchimento do formulário.

Estão obrigados a declarar todas as pessoas físicas, residentes no Brasil, que receberam rendimentos tributáveis de mais de R$ 28.559,70 em 2016. A obrigatoriedade vale para os rendimentos não tributáveis (isentos ou tributados exclusivamente na fonte) de mais de R$ 40 mil/ano. Já a pessoa que tiver rendimento inferior a esses valores está isenta da declaração anual.

Nesse ano, é importante que os contribuintes conheçam as novas regras. Agora tornou-se obrigatório informar o CPF de dependentes com 12 anos ou mais - completados até 31 de dezembro de 2016. Na declaração do ano passado, a obrigatoriedade abrangia a idade mínima de 14 anos.

Com as mudanças, cabe aos pais e responsáveis providenciarem o registro das crianças sem CPF. Isso pode ser feito na agência do Banco do Brasil ou na Caixa Econômica Federal. Quem não tiver pressa pode fazer o CPF nos correios. Entretanto, o processo é mais demorado, pois o sistema não é integrado.

Outra mudança é em relação à instalação do programa Receitanet. Este passou a ser incorporado ao Programa Gerador de Declaração do Imposto de Renda.

Para sócios de empresa, no mesmo informe de rendimentos, devem ser descritas as rendas tributáveis (pró-labore) e as não tributáveis (distribuição de lucros). Já para os autônomos, é necessário o preenchimento dos dados no programa Carnê Leão. Basta importar o arquivo que, automaticamente, ele aparece na declaração.

No caso de venda de bens de valor -  como imóveis e veículos, é necessário o preenchimento do GCAP - Programa de Ganhos de Capital. Este irá averiguar o Imposto de Renda a ser pago na operação. Tudo é feito de forma automática para evitar o retrabalho. Durante o informe, ele gera um arquivo importável na declaração de IR Pessoa Física.

Por Andréa Oliveira.

Fonte: Administradores.

Conheça o Curso a Distância CPT Administração Financeira na Pequena Empresa, disponível nos formatos em Livro+DVD e Online - elaborado por Hélvio Tadeu Cury Prazeres, Mestre em Marketing, Sistemas de Informação e Processo Decisório.

Você vai gostar de ler:
Imposto de Renda 2016 – declare e evite riscos desnecessários
O prazo da Declaração do Imposto de Renda termina dia 29 de abril e muitos ainda nem começaram a reunir os documentos com as informações necessárias Mais uma vez, o mal dos brasileiros em deixa...
Planejamento faz aumentar restituição de Imposto de Renda para 2014
As ações podem ser desde as mais simples, como guardar adequadamente todos os comprovantes de gastos com educação e saúde até mesmo as mais sofisticadas como doações e realização de previ...
Imposto de Renda - Quem entrega antes recebe a restituição nos primeiros lote
Ainda faltam 40 dias para o fim do período para entrega da DIRPF - Declaração de Ajuste Anual do Imposto de Renda - Exercício 2013- Ano base 2012. Para o diretor executivo da Confirp Consultoria C...

Deixe seu comentário